Menu aqui

Viaja Mais Melhor Idade

0
Posted 28 de November de 2013 by Ton Freitas in Noticias
viaja_mais

“Viaja Mais Melhor Idade está amplo e flexível”

Em busca de envolver agências, operadoras de turismo e toda a cadeia privada do turismo, ocorreu ontem, em Goiânia, o lançamento regional do programa Viaja Mais Melhor Idade. O programa, desenvolvido pelo governo federal, oferece vantagens em pacotes de turismo para idosos e pensionistas com, pelo menos, 20% de desconto. Em entrevista ao POPULAR, o gerente de projetos do Ministério do Turismo, Vinícius Lummertz, afirma que o programa está mais amplo e flexível, permitindo até contratação de serviços isolados, como diárias de hotéis.

 

Quais são as vantagens do Programa Viaja Mais Melhor Idade?

São vantagens e descontos exclusivos para pessoas que têm mais de 60 anos ou são aposentados e pensionistas. Nesta edição, o programa está mais amplo e flexível, permite até que os interessados contratem serviços isolados, como diárias de hotéis. Essa é uma das novidades que vamos implementar em breve, ainda este ano.

Quantos destinos são ofertados atualmente pelo programa? Em Goiás, quantos são?

Atualmente há 230 ofertas ativas para 44 destinos e 54 origens. É importante ressaltar que a quantidade de ofertas e os destinos contemplados são dinâmicos, porque dependem da iniciativa privada. Os descontos ficam disponíveis para os interessados na medida em que os empresários aderem ao programa e incluem as ofertas e vantagens no site desenvolvido pelo Ministério do Turismo. Para ter mais detalhes das ofertas, os interessados devem acessar www.viajamais.gov.br. Para Goiás temos uma oferta, o Thermas Prive, em Caldas Novas, daí a iniciativa do Ministério do Turismo em promover os lançamentos regionais para incentivar a iniciativa privada.

Os pacotes já podem ser oferecidos pelas agências de viagens ou podem ser comercializados somente pelo site?

O programa Viaja Mais Melhor Idade contempla tanto as operadoras quanto as agências e o próximo passo é incluir os hotéis. O caminho ideal para os interessados traçarem é acessar o portal do programawww.viajamais.gov.br, que reúne todas as ofertas. A partir daí, pegar as ofertas que mais interessam e recorrer às agências e operadoras. É importante ressaltar que o Ministério do Turismo não comercializa nenhum pacote.

Em setembro o programa foi lançado nacionalmente. Nessa fase regional, o que muda?

A ideia da fase regional é sensibilizar tanto o público final, no caso os idosos, quanto o setor privado. Mobilizar os empresários a aderirem ao programa e ofertarem pacotes e serviços vantajosos de fato para atrair o público. O Ministério do Turismo investiu em divulgação, criou uma plataforma de interação entre os viajantes e o empresariado que já registrou mais de 297 mil acessos. Agora cabe ao setor produtivo fazer a sua parte e o público precisa saber que há esta oportunidade de viajar pelo Brasil com descontos e vantagens exclusivos. Esta é a ideia dos lançamentos regionais.

Em setembro, houve muita crítica tanto do público quanto de profissionais do setor de que o programa não atende algumas necessidades dos idosos, como horários e programações mais adequadas. Que tipo de observação o Mtur faz em relação a essas críticas?

image

O Ministério do Turismo tem se colocado à disposição da cadeia produtiva para ajudá-la a formatar pacotes e serviços adequados à terceira idade. O setor produtivo já entendeu que esta é uma fatia importante do mercado e precisa de atenção especial. Estamos falando de mais de 23 milhões de pessoas que têm tempo e condições de aquecer o mercado turístico nacional.

Fonte: Jornal O Popular (Karina Ribeiro27 de novembro de 2013 (quarta-feira))


Sobre o Autor

Ton Freitas


0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário


(obrigatório)